Pedras no mundo

MINERAIS E PEDRAS PRECIOSAS NO MUNDO

Alasca

É muito rico em carvão, cobre, ouro, platina e urânio.

Estados Unidos

É o principal produtor do mundo de alumínio, cobre, chumbo, prata e zinco.

México

É um grande exportador de cobre, manganês, prata, enxofre e zinco.

Brasil

Tem muita riqueza mineral, seus depósitos incluem carvão, cromo, diamantes industriais, manganês. A região de Minas Gerais tem minas que contém ametista, água marinha, esmeralda, granada, opalas e topázios.

Inglaterra

A melhor jazida do mundo de âmbar.

Espanha

É a maior produtora de pirita.

Afeganistão

São as melhores jazidas de águas marinhas, lápis-lazúres e rubis.

Madagascar

Dispõe de jazida de água-marinha e turmalína.

África do Sul

Maior produtor de ouro do mundo. Outro recurso importante são os diamantes extraídos em grande quantidade.

Austrália

Maior produtor de platina e urânio. Outras gemas preciosas encontradas no continente são: as opalas e as safiras.

Japão

É o principal produtor de pérolas cultivadas devido as águas rasas de suas costas ideais para este cultivo.

Mogok (ex-Birmania)

Produz safiras e os melhores rubis do mundo. Também estão as maiores jazidas de jade.



NOVAS DESCOBERTAS
As pedras preciosas, seguem-se aquelas conhecidas como semipreciosas. A opala, a turquesa a ametista, a água marinha, o jade , a pedra da lua e o quartzo, sempre foram consideradas, mas, no último século muitas outras substâncias tem sido descobertas e acrescentadas a esta lista.
As pedras semi preciosas apresentam uma diversidade atraente de cores, mais em geral não são tão duras quanto as preciosas.
A maioria das pedras são designadas como minerais, pois foram formadas por calor e pressão intensos dentro da crosta terrestre. Mais há também quatro pedras orgânicas constituídas de pequenos animais, plantas e outros seres vivos: a pérola, o âmbar, o coral e o jade.
Todas as gemas aqui descritas costumam ser talhadas pelo homem para destacar sua beleza natural. O diamante o rubi, a safira e a esmeralda, são especialmente polidos e lapidados para que exibam suas cores e produzam os mais ricos efeitos luminosos.

VALORES QUE MUDAM
Os preços das gemas e metais preciosos valorizam muito durante a história. A moda sempre ocupou papel importante nessa valorização e desvalorização, estabelecendo o número de pessoas que podiam pagar por uma variedade determinada.
A descoberta de uma nova pedra pode levar a uma "febre" passageira e uma pequena elevação de preço. Isso ocorreu com a alexandrita, uma pedra que muda de cor, do verde ao vermelho, sob diferentes luzes.
A turmalina foi descoberta no século XVIII, sendo na época considerada menos valiosa que outras pedras preciosas mais conhecidas. Hoje uma turmalina azul da Paraíba (Brasil) pode valer mais que um rubi e as vezes mais que um diamante modesto. Do mesmo modo uma tanzanita pode Ter um valor de mercado muito maior que uma pequena esmeralda.
Essas novas pedras diminuíram sensivelmente a diferença do valor de compra entre uma pedra preciosa e uma semipreciosa.

Curtir no Facebook

Abrajoia

Academia Brasileira de Joalheria
Escola de Joalheria e Ourivesaria
Av. República Argentina, 452 ● Curitiba ● PR
(41) 3342-5554
WhatApp 413342-5554