Sistema de Classificação das Gemas de Cor (Pureza)

Esta é considerada o segundo fator para classificação e avaliação das gemas de cor, representando aproximadamente 30% do valor da gema. Refere-se à ausência ou presença de inclusões e/ou imperfeições externas, cujas qualidades e quantidades interferem na transparência e beleza da gema. O exame das pedras deve ser feito, primeiramente, a olho nu e, posteriormente, com lupa de 10 aumentos.

Para o julgamento da pureza, as gemas são previamente classificadas em três grupos:

Grupo I:

Gemas que freqüentemente são encontradas puras (sem inclusões).
Exemplos: água-marinha, turmalina verde e topázio.

Grupo II:

Gemas que normalmente apresentam pequenas inclusões ou imperfeições internas.
Exemplos: safira, rubi, granada e alexandrita.

Grupo III:

Gemas que raramente são encontradas puras ou sem imperfeições internas.
Exemplos: rubelita e esmeralda.

Isso significa que, por exemplo, uma esmeralda, que pertence ao Grupo III, receberá uma nota máxima em pureza mesmo quando apresentar inclusões leves. Já uma água-marinha, do Grupo I, só receberá nota 10 em pureza quando não tiver inclusões nem imperfeições externas ao ser examinada com lupa de 10x. O quadro abaixo apresenta os graus de pureza das gemas de cor.


Tabela de classificação de pureza das gemas de cor

GRAU DE PUREZA


SI

Sem inclusões e sem imperfeições externas quando examinada sob a luz difusa, com lupa 10x.

IL

Inclusões leves ou muito pequenas quando examinada com lupa 10x.

Pequenas imperfeições externas. A categoria IL é descrita como muito próxima da categoria anterior, SI.

IM

Inclusões moderadas que podem ser vistas facilmente com lupa 10 x e com pouca dificuldade a olho nu. Pequenas imperfeições externas. Nesta categoria, as inclusões ou imperfeições não podem afetar a mesa da gema.

IA

Inclusões acentuadas, facilmente vistas a olho nu.
Imperfeições externas também são facilmente encontradas.

IE

Inclusões excessivas. Esta categoria envolve todas as gemas que apresentam muitas inclusões e imperfeições externas, afetando seriamente a beleza, a transparência e a durabilidade do material. As gemas desta categoria são quase translúcidas ou opacas.


O quadro seguinte demonstra com clareza a variação na classificação dos graus de pureza entre as gemas dos grupos I, II e III.

Curtir no Facebook

Joalheiros.NET

Escola de Joalheria e Ourivesaria
Av. República Argentina, 452 ● Curitiba ● PR
(41) 3342-5554 ● WhatApp 41 99115-5222